Artistas Associados

Diana Coelho | Artes Performativas

Diana Coelho é licenciada em Animação e Produção Artística pela Escola Superior de Educação de Bragança. É Sócia-Fundadora da Associação ESTUFA, colaborando regularmente como produtora, formadora e criadora.

Nascida em 1987, denomina o conceito de Performance como um acto de dar forma; fazer cumprir, e é neste campo que assume a direcção de projectos transdisciplinares com utilização do próprio corpo como ferramenta para a objetivação conceptual.

Trabalhou até à data com diferentes nomes das artes performativas e foi distinguida em 2012 com o prémio de melhor actriz, em Guimarães Capital da Cultura. O percurso artístico tem vindo a revelar um crescente interesse pela obra que se materializa além da presença física do performer. Kairos, WhiteProject e Nuvens, foram apresentados nacional e internacionalmente, entre 2013 e 2017, como instalação-vídeo, áudio e fotografia.

Na linha de trabalho focada na educação pela arte e integração da vida na criação de objectos artísticos destaca UMBIGO – Teatro minimal para a infância poética (2014), que realizou com a sua filha com 3 meses de idade e, Empatheia (2015) criada com o grupo de pares da associação Novamente, entidade que presta apoio a traumatizados crânio-encefálicos.

No percurso de trabalho de Diana Coelho há palavras que se repetem e, provavelmente, irão continuar a repetir-se: instinto, emoções e afectos. Corpo, voz, peso e matéria/imatéria.

Hugo Cabral Mendes & Inês Gomes | Artes Performativas

A dupla de criadores Hugo Cabral Mendes e Inês Gomes surge do desejo e necessidade de criar e comunicar através da arte (dança, performance, teatro, pintura, música e vídeo).

Ambos iniciam agora a sua carreira como criadores intérpretes após terem sido convidados a trabalhar com Miguel Moreira num vídeo-dança intitulado de “Celebrar”.

De momento encontram-se a desenvolver a sua primeira criação “(A)MAR EMOTO” e a iniciar o seu próximo projeto, “DEATH DRIVE”, em conjunto com o ator Tomás Gomes.

O jovem casal encontra-se também a criar uma peça para crianças a estrear em fevereiro de 2022 em Torres Vedras.

Simultaneamente, encontram-se ambos a frequentar a Escola Superior de Dança e a desenvolver outros projetos individualmente.

Em circulação:

A Maior Flor do Mundo

Produções 2022/2023:

(A)MAR EMOTO

Tânia Clímaco | Ilustração

É licenciada em Design de Comunicação pela Faculdade de Humanidades e Tecnologias da Universidade Lusófona, Lisboa.

Paralelamente à sua actividade como ilustradora, Tânia Clímaco é professora no EPÁ! Educação pela Arte, projecto multidisciplinar desenvolvido pela ESTUFA no âmbito do pré-escolar e 1º ciclo em vários concelhos da Região Oeste.

Dinamiza desde 2010 o Atelier de Artes Visuais da ESTUFA e assume, em 2019, a orientação da disciplina de Cenografia inserida no Advanced Dance Program da ESTUFA.

As suas ilustrações são publicadas pela primeira vez em 2009. Nos últimos anos tem ilustrado, em parceria com diversas editoras, inúmeros livros de literatura infantil. Ilustrou, como exemplo, toda a colecção de contos tradicionais recontados pelo escritor António Torrado para a Editora Sorega.

Em 2010 inicia uma nova parceria com a editora EDI9 para ilustrar uma colecção de clássicos dos escritores irmãos Grimm: “Cinderela”, “O gato Comilão” e “O Feijão, a Sra. Palha e o Carvão”. Em 2011 surge o convite da editora Trampolim para ilustrar o livro “O Grilinho Tenor” da escritora Palmira Martins, reeditado em 2017 pela editora Educação Nacional. Nesse mesmo ano participa no 4º Encontro Nacional de Ilustradores, convite que foi renovado nos dois anos seguintes, em 2012 e 2013 (5º e 6º Encontro Nacional de Ilustradores).

Em 2020 ilustrou 100 Papas na Língua de Lurdes Breda para a editora Escola Portuguesa de Moçambique com o apoio do Instituto Camões. Em 2021 ilustrou Crónicas de um Bufão na Corte de Dom João de Lourdes Breda para a editora Hora de Ler. Ainda em 2021 ilustra Contar Histórias com a Avó ao Colo (colectivo de escritores de Língua Portuguesa) com apoio do Instituo Camões e da Rede de Bibliotecas Escolares Portuguesas.

Participou em várias exposições, individuais e colectivas. Entre as exposições individuais, destaca: O Livro e os Cinco Sentidos, instalação, Livraria LivrodoDia, Torres Vedras, 2008; Exposição itinerante das suas ilustrações por diversas escolas, desde 2009; Exposição de Ilustração, Biblioteca Municipal de Torres Vedras, 2010; Exposição de Ilustração, Biblioteca Municipal de Sobral de Monte Agraço, 2012; Reis, Princesas, Dragões e outras confusões!, Galeria Municipal de Lourinhã, 2017; Casa Casulo, Biblioteca Municipal de Torres Vedras, 2019; Contar histórias com a avó ao colo, Biblioteca Municipal de Torres Vedras, 2021.

Entre as exposições colectivas, destaca: De se lhe tirar o chapéu, 4º Encontro Nacional de Ilustração, São João da Madeira, 2011; PRIMAVERA, 2ª edição de projecto DEVOLUTE, intervenções artísticas em espaço devoluto, ESTUFA, Torres Vedras, 2012; Drs. Love Space Feng Shui, Braga, 2012; Exposição Coletiva de Ilustração, Castelo de Pirescouxe, Loures, 2012; Irmãos Grimm, Biblioteca Nacional de Portugal, Lisboa, 2012; Lápis, 5º Encontro Nacional de Ilustração, São João da Madeira, 2012; OLIVA, 6º Encontro Internacional de Ilustração, São João da Madeira, 2013; Dar vida e cor ao sonho, Coimbra, 2013; PÉROLA, 3ª edição do projecto DEVOLUTE, intervenções artísticas em espaço devoluto, ESTUFA, Torres Vedras, 2014; Exposição 25 de Abril – Coletiva de Ilustração na Galeria Municipal Vieira da Silva, Loures, 2017; Viagem, Fábrica das Histórias – Casa Jaime Umbelino, Torres Vedras, 2017: Exposição Coletiva de Ilustração Infantil, Sala Multiusos do Parque Adão Barata, Loures, 2018 e 2020; EN(Caixa) na Praça Senhor Vinho, Torres Vedras, CMTV, Natal de 2020.