Serviço Educativo      Plataforma Cultural      Empreendedorismo     
 
Em Destaque   |    SOBRE A ESCOLA   |    Disciplinas   |    Professores   |    Comparticipação   |    Fotos   |    Horário 2020/2021   |    Contactos   |    Notícias   |    Programação   |    Multimédia   |    Parceiros   |   
Escola de Dança Movimento - Professores
Mónica Figueiredo
Mónica Figueiredo 3
Coordenação Técnica ADP

Natural de Lisboa frequentou a Escola de Dança do Conservatório Nacional entre 1988 e 1993, onde destaca como principais professores Ana Caldas, Carlos Caldas, Ulrike Caldas, Miguel Lizarro, Cristina Graça e Gabriela Cugumbreiro. Durante o mesmo período e complementando a formação clássica, frequenta a Escola de Dança Espanhola “Xuventud de Galicia”. Na direção da Mestra Célia Neves, Teresa Marcelino e Maria João Flor, foi bolseira no Estúdio Sétima Posição.

Entre 2000 e 2013, trabalha como bailarina freelancer em vários projetos de Flamenco com Jorge Marin, Salvador Martinez, Raul Morales e Companhia de Dança Ai a Dança!

Lecionou neste período ballet em várias escolas públicas e privadas. Foi bailarina do Teatro Nacional de São Carlos (TNSC) na “Ópera Carmen” e “O Gato das Botas (2011-2013), no Festival das ARTES em MACAU, pela Direção de Stella & ArtiSts e Companhia de Dança Contemporânea Amálgama. Em 2011, Licencia-se pela Escola Superior de Dança / Instituto Politécnico de Lisboa, relevando neste contexto as Professoras Vera Amorim, Vanda Nascimento, Barbara Griggi, Teresa Ranieri, Ana Silva Marques, José Grave, Guilherme Dias e Pascale Mosselmans Ismayli.

Participou em Ações de Formação de Dança Inclusiva dirigidos por Rafael Alvarez; em formações de Flamenco com Salvador Martinez, Jesus Ortega, Nacho Blanco e António Castro “Antoñette”.
Ainda em 2011, obtém Formação como aluno de Excelência pelo IPD – Instituto Português de Desporto, em FITNESS – Aeróbica e Ginástica Localizada. É convidada a lecionar no Agrupamento de Escolas Baixa – Chiado, estando envolvida em projetos no âmbito das atividades extra curriculares de Dança Criativa, Educação do Movimento (necessidades especiais) em escolas públicas e privadas.
Participou na projeto "Identidade" com direção artística de Marta Chasqueira, apresentado no Savoy Teattieri, Finlândia 2019.

Frequentou formações e seminários para professores, entre eles “Metodologia da Escola Cubana” por Martha Iris Fernandes no Conservatório Internacional de Ballet de Leiria (2018), Metodologia de John Byrnes (Classical Dance Australia - programa para ensino vocacional em Dança) dirigido por Gyllian Anthony em Lisboa (2018), “Música para Aulas de Dança” por Humberto Ruaz” (2019), “O Treino em Dança” pelo Prof. Luís Xarez (2019). Realizou em 2019 o Seminário para Professores Dança Clássica - Método Vaganova (5° e 6° ano) ministrado por Pedro Carneiro. Conclui em Julho de 2020 o SEMINÁRIO PARA PROFESSORES DANÇA CLÁSSICA - MÉTODO VAGANOVA (1°e 2° anos) ministrado pelo Professor Pedro Carneiro.

Atualmente leciona vários níveis de Ballet e Estudo Coreográfico na Escola de Dança Movimento. Como bailarina faz parte do Projeto Universus Ensemble (dança fusão) e acompanha audições de formação musical com a pianista Mercedes Cabanach.
Assume, em Maio de 2019, a convite da Coordenadora do Serviço Educativo da Associação ESTUFA - Plataforma Cultural, a coordenação técnica do Advanced Dance Program, um programa inovador de ensino artístico com duração de oito anos desenhado para jovens entre os 10 e os 18 anos, onde implementa a Metodologia de John Byrnes Classical Dance Australia - Programa para Ensino Vocacional em Dança
Dário Pacheco
Dário Pacheco 3
Bailarino, professor e coreógrafo, respectivamente: Um corpo que pensa, pensamentos que movimentam e livre.

Licenciado em Dança pela Escola Superior de Dança de Lisboa em 2010, tem desenvolvido o seu trabalho enquanto professor, coreógrafo, intérprete e videasta.
Desde 2007, desenvolve trabalho com outros artistas de dança, teatro, vídeo e cinema: Aldara Bizarro (“Jungle”), Bruno Rodrigues (“Time About Time”), Guillermo Weickert (“Corpo Emprestado”), João Botelho (“A Corte do Norte”), John Romão (“Uma Etiqueta de Dor”), José Gonçalves (Colectivo F5), Raúl Ruiz (“Mistérios de Lisboa”), Sara Barros (“Seven”), Teresa Ranieri (“This way”), Willi Dorner (“Bodies in Urban Spaces”), Daniel Cardoso ("Grey Gardens"), Elson Marlon Ferreira ("R/C esq. APE"), Margarida Belo Costa ("fall out"), António da Silva ("Dancers"), entre outros.

Desde 2010 exerce enquanto professor de dança contemporânea, dança criativa, dança clássica e danças de salão em várias escolas, desde o ensino pré escolar ao ensino superior bem como em festivais anuais de dança, a destacar: Escola de Dança Movimento (Torres Vedras), Festival Paralelo (Açores), Escola Internacional de Torres Vedras, YouDance (Venda do Pinheiro), Escola Superior de Dança de Lisboa e Escola Superior de Tecnologias do Mar e Turismo (Peniche). Ganhou em 2002 o 1º lugar no ranking em danças latinas pela Federação de Dança Desportiva Portuguesa, a Melhor Curta Metragem Portuguesa em 2013 pelo Queer Lisboa e o seu trabalho de videasta já foi reconhecido a nível internacional, tendo sido apresentado em Portugal, Áustria, Turquia, Chile, Argentina, França, Itália, USA, UK e Brasil.

A partir de Setembro de 2020 passará a desempenhar um papel mais central dentro da Movimento, estrutura onde assumirá novas funções.
Maria Borges
Maria Borges  3
Nasceu em 1989, na cidade de Leiria. Frequentou desde os seus 6 anos a Escola de Dança Clara Leão. Licenciada, em 2011, pela Escola Superior de Dança, teve formação com Teresa Ranieri, José Grave, Barbara Griggi, entre outros. Como pessoas marcantes no seu percurso devem-se referir os nomes de Sylvia Rijmer, André Mesquita e Dominik Borucki.

Como Bailarina, estagiou na Companhia Olga Roriz, dançou para Gonçalo Lobato, André Mesquita, Dominik Borucki, André de Campos, Companhia de Dança de Leiria e Companhia de Dança Contemporânea de Évora. Participou como intérprete na criação “Sexto Sentido” de Eliana Campos e Gonçalo Lobato em cocriação com os alunos da A.P.E.C.I. Em 2015, dança o solo “Keter”, de André de Campos e participa como assistente de coreografia e intérprete na criação “B r u t o”, de Marco da Silva Ferreira - inserido na 5ª edição do Laboratório de Dança promovido pela ESTUFA – Plataforma Cultural. Em 2017, participa como intérprete,
em rrRRRrrrrRRRRR, criação com direcção Artística de Clara Andermatt e Jonas Runa - inserido na 7ª edição do Laboratório de Dança.

Frequentou formações e seminários para professores; Metodologia da Escola Cubana com Ramona de Saá, directora da Escola Nacional de Ballet de Cuba, no Conservatório Internacional de Ballet de Leiria (2018), Metodologia de John Byrnes (Classical Dance Australia - Programa para Ensino Vocacional em Dança) dirigido por Gyllian Anthony em Lisboa (2018).

Coreografa e dirige Desfrutemos o delicado instante em que ela muda de vontade (Teatro-Cine de Torres Vedras, 2019), projecto que resulta de um convite do Serviço Educativo do Teatro-Cine de Torres Vedras e da Estufa - Plataforma Cultural, unindo alunos de Dança da Escola Movimento e alunos de Música da Escola Luís António Maldonado Rodrigues. Fez Assistência Coreográfica na criação LAB 9 de Victor Hugo Pontes - inserido na 9ª edição do Laboratório de Dança promovido pela ESTUFA – Plataforma Cultural, (2019).

É professora de Dança Clássica, Dança Criativa e Barra de Chão na Escola de Dança Movimento. De 2016 a 2019 assumiu a co-direcção artística de todas as Galas Finais de Ano da Movimento
João Cabaça
João Cabaça 3
Conhecido como Bboy Sissone, João Cabaça é formado pela Escola de Dança do Conservatório Nacional (1996 a 2005) e licenciado pela Escola Superior de Dança (2005 a 2008).

Trabalhou em Companhias de Dança como a Kamu Suna Ballet Company, Amálgama Companhia de Dança e Companhia Nacional de Bailado. Tem sido convidado para a criação de novas peças de dança para festivais como Fringe Festival e Macau Arts Festival.

No mundo do Hip Hop criou a Funky Flex Crew e faz parte da Crew Dance Forever, GoRealUs e Zulu Nation Portugal.
Durante muitos anos, participou em inúmeras competições de dança Hip Hop, entre as quais destaca a Eurobattle, LxShowdown, Jazzy Battle, Lets Battle, Doble K.O.,
Convenção Internacional Hip Hop Dance ALgarve e Street Dance Awards. Foi convidado a integrar o corpo docente dos Cursos de Primavera da Escola de Dança do Conservatório Nacional.

Tem trabalhado regularmente com a Câmara Muncipal de Cascais na criação de espetáculos de Dança Hip Hop
na Geração C. (programa de desenvolvimento da comunidade mais jovem de Cascais), assim como na inauguração da Biblioteca de Marvila onde deu workshops de Break Dance para toda a comunidade.

Tem sido convidado a integrar o palco em vários festivais: STREET DANCE do Rock In Rio, Festival Ink Vibrations, Lisboa Mistura, Cascais Geração Stage, entre outros. Nos últimos anos também se dedicou às competições coreográficas de Hip Hop, em Grupo e a Solo, onde os seus alunos obtiveram excelentes classificações a nivel nacional e mundial.

Há já alguns anos que desenvolve uma grande paixão pelo ensino e pela transmissão dos seus conhecimentos junto da próxima geração, colaborando com várias escolas da zona de Lisboa.

Criou a música, o conceito e coreografou o video de dança ''Duas Gotas'' para o programa Emergência Cultural do Teatro-Cine de Torres Vedras em colaboração com a Escola de Dança Movimento.

Integrou o quadro de professores da Movimento em 2015. Inicia o ano letivo de 2020 na Movimento com aulas de Dança Contemporanea Iniciação, Hip Hop nível Iniciado, Intermédio e Avançado. Lecciona também as disciplinas de Técnica de Dança Clássica (rapazes) e Pas de Deux.
Letícia Torres
Letícia Torres 3
Iniciou seus estudos no Ballet Expressão em 2013, ano em que também realizou o curso de Ballet Clássico no Cuballet. Participou em diversos festivais e após alguns anos de experiência como assistente de professora de dança, realizou um curso intensivo da Royal Academy of Dance com Andreja Picon.

No ano de 2016 foi protagonista do espectáculo a Princesa e o Sapo. Em 2017, realizou cursos de Jazz e Lyrical Jazz com professores de renome no Brasil, como Erika Novachi, Luana Espindola, Edson Santos, Eliane Fetzer e Anderson Machado. Em 2018 chegou a Portugal e desde então que dá aulas de Ballet Clássico e Lyrical Dance na Escola de Dança Movimento. Actualmente, lecciona Ballet e Lyrical Dance em três escolas de Lisboa.
Luís Silvestre
Luís Silvestre 3
Desde sempre a dança fez parte da sua vida e muito cedo percebeu isso. Aos 10 anos começou o seu percurso na Dança Jazz que aprendeu e aprofundou durante 8 anos. Posteriormente começou a leccionar aulas de Dança Jazz trabalhando com crianças, jovens e adultos. Praticou outros tipos de dança como Dança Contemporânea, Salsa e Samba. Ao longo do seu percurso pela dança, fez parte de inúmeros projetos de música e dança, como bailarino e coreógrafo. Fez o Curso de Dança da Promofitness (vertentes Jazz, Clássico e Performance, Moderno e Contemporâneo, Hip Hop, Funk), destacando na área da Dança Jazz a formação com Mário Gonçalves.

Posteriormente, iniciou a Licenciatura de Dança na Escola Superior de Dança (Lisboa).
A par da Dança, tem no Teatro Musical uma outra paixão. Trabalha há 2 anos como bailarino no Teatro Politeama. Fez desde então vários dos musicais produzidos por Felipe La Feria (Rapunzel, A Rainha da Neve, A Severa). Aquando da interrupção das actividades artísticas pelo Covid-19 encontrava-se a trabalhar em Laura Alves - O Musical.
António Dionisio
António Dionisio 3
Dedica-se à prática do Yoga desde os dezasseis anos e ao ensino do Yoga desde os vinte. Tem quinze anos de experiência como Professor de Yoga.

Realizou o curso de formação de professores de Yoga no CPY- Centro Português de Yoga, com o Mestre Carlo Rui Ferreira, onde leccionou durante cinco anos e auxiliou na formação de formadores durante um ano.

Tem formação em massagens terapêuticas, Shiatsu e Abhyanga.



Patrícia Rosado
Patrícia Rosado 3
Foi bem cedo e através do Desporto que a Patrícia percebeu que Fisioterapia era a carreira que queria seguir. Licenciada em Fisioterapia em 2010 pelo Instituto Politécnico de Setúbal, é professora de pilates clínico desde 2011.

Estudante para a vida e sempre à procura de mais respostas, é Osteopata certificada pela Escola Internacional de Terapia Física (ESITEF) e encontra-se neste momento a realizar o Curso de Osteopatia pela Escola de Osteopatia de Madrid. Entre cursos de correção postural e pilates clínico, foi possível perceber que mais do que restabelecer a saúde é preciso prevenir e educar e o Pilates veio dar essa
ponte e responder a essa necessidade, sendo uma modalidade de acesso e proximidade a toda a população.

Trabalha como Fisioterapeuta no Centro Hospital do Oeste e exerce clínica privada no centro Biofisio.
FacebookGoogle+
Enviar
Recivedras
Estufa © Todos os Direitos Reservados. Design: Rescunho Design /// Programação: CyclopNet - Desenvolvimento de Sites Profissionais